Apneia do sono aumenta risco de suicídio


Apnéia do Sono

Apneia do sono aumenta risco de suicídio


O distúrbio do sono contribui para o risco de suicídio, além de sua associação com fatores de risco freqüentes, como a depressão, disse Todd Bishop, Ph.D., especialista em ciências da saúde no Centro de Excelência em Prevenção de Suicídio em Canandaigua.


Embora a apneia do sono afete cerca de 3% a 7% por cento dos homens e 2% a 5% das mulheres, seu impacto na saúde mental tem recebido poucas pesquisas, disse Bishop. A apneia do sono fragmenta o ciclo e diminui a qualidade do sono, disse ele, aumentando a impulsividade e diminuindo o funcionamento executivo, reduzindo potencialmente a capacidade de um indivíduo de lidar com fatores estressantes.


Seu grupo analisou dados da Pesquisa Nacional de 2014 sobre Uso de Drogas e Saúde. Depois de excluir participantes com menos de 18 anos ou com dados incompletos, a equipe de Bishop avaliou os resultados de 41.075 entrevistados.


Quase 3% de sua amostra - 1.179 indivíduos - relataram ter sido diagnosticados com apneia do sono, menos do que o esperado, disse Bishop, talvez porque a apneia do sono seja subdiagnosticada. Entre os que relataram apneia do sono, quase 10% disseram ter pensado seriamente sobre o suicídio nos últimos 12 meses em comparação com cerca de 5% daqueles sem apneia do sono. Pessoas com apneia do sono também relataram ter planejado suicídio ou tentado mais frequentemente do que aqueles sem apneia o distúrbio.


Um diagnóstico de apneia do sono ou qualquer outro distúrbio do sono, disse Bishop, apresenta uma oportunidade precoce para os profissionais de saúde iniciarem conversas com pacientes sobre suicídio e saúde mental.


Fonte: https://psychnews.psychiatryonline.org/doi/10.1176/appi.pn.2017.10a51


Psiquiatra Brasilia