Síndrome do Pânico

 

O que é a Síndrome do Pânico ?

 

   Um  transtorno que atinge cerca de 2% da população, segundo a OMS, a Síndrome do Pânico é considerado um tipo de transtorno ansioso, caracterizado por um conjunto de sinais e sintomas característicos. Geralmente tais sintomas ocorrem em crises (Ataques de Pânico), ou seja, surgem de forma repentina, algumas vezes até durante o sono, no qual a pessoa acorda com uma crise que dura, na maioria dos casos, alguns minutos (em torno de 5 a 20 minutos) e desaparece sozinha. Em outras palavras, seria um episódio de ansiedade muito intenso. Segundo Freud, o Pânico seria como uma  angústia neurótica que libera um medo grande e incompreensível.

Fatores de risco para Síndrome do Pânico

 

     As crises de pânico costumam, geralmente, surgir entre as fases da adolescência e da vida adulta (adultos jovens, por volta dos 20 anos).  Mas podem ocorrer em outras fases da vida também. Costumam afetar mais mulheres do que homens. Dentre os possíveis fatores de riscos envolvidos, primeiramente é importante ressaltar que assim como em outras doenças na área mental ainda não se sabe ao certo o que causa esses distúrbios. A seguir serão listados os possíveis fatores de risco relacionados:

  • Fatores Genéticos: A herança familiar , por exemplo, pais com transtornos psiquiátricos (não necessariamente o mesmo quadro do filho), podendo ser transtorno depressivo , transtorno bipolar entre outros. Quanto maior o grau de parentesco maior o risco de desenvolver a síndrome.

  • Fatores Externos:

    • Experiências traumáticas passadas: Estresse pós -traumático, ser atacado por um animal, acidentes marcantes, entre outros; ​​

    • Problemas durante a infância: Interferências nas fases do desenvolvimento psicológico por diversos fatores;

    • Estresse de um modo geral: No trabalho, no ambiente familiar, dificuldades financeiras, entre outros;

    • Distúrbios relacionado ao sono: Insônia, distúrbios respiratórios do sono (por exemplo apneia obstrutiva do sono);

    • Alimentação: Ingesta de estimulante  (café, guaraná, energéticos, termogênicos dentre outros fatores);

    • Drogas: Tabagismo, maconha, cocaína , crack, dentre outros;

Como a síndrome do pânico se manifesta?

 

     Os sintomas que surgem são um pouco variáveis, pois dependem da intensidade da crise, contudo se formos listar os sintomas mais comuns seriam: 

  • Sensação de Calafrios;

  • Palpitações  (aumento da frequência cardíaca ou intensidade dos batimentos);

  • Sudorese: aumento da produção de suor (sensação de suor frio);

  • Sensação de Desmaio : Lipotímia;

  • Tremores;

  • Dor no estômago e/ou no peito;

  • Adormecimentos ou Formigamentos no corpo , mais comum em extremidades (braços e pernas);

  • Boca Seca;

  • Vontade de ir ao Banheiro (durante as crises);

  • Zumbido no ouvido;

  • Sensação de morte iminente (Medo de morrer);

  • Dificuldade para engolir;

    Apesar desses sintomas não causarem nem um dano físico ao paciente, a sensação é bem desagradável, abalando muito o psicológico do paciente. 

Psiquiatra em Brasilia DF Nos Siga Rede Social

CURTA NOSSA PÁGINA

 

OUTROS ARTIGOS QUE TALVEZ LHE INTERESSE

 
Ansiedade e Transtornos Ansiosos  Psiqui
Psiquimedi contato psiquiatra em Brasilia DF

Ligue ou mande mensagem pelo Whatsapp e agende sua consulta

Psiquiatra em Brasilia Psiquimedi Horário de Funcionamento

Segunda à Sexta feira:  8 às 18 horas

 psiquiatra em Brasilia DF Psiquimedi localização GPS

SIGA NOSSA PÁGINA

Psiquiatra em Brasilia DF Nos Siga Rede Social

Psiquimedi Saúde Mental Ltda. 

Desenvolvido por Pedro dos Santos Soares.  Todos Direitos Reservados.  © PSIQUIMEDI​ .

Responsável Técnico: Dr. Pedro dos Santos Soares | CRM/DF 20537 | RQE:16068